Diário alimentar – Pensamento magro 6o dia da semana

Karina Leiko Ontem às 00:07 · Instagram · Fim de semana chegou e sempre aproveito a oportunidade para comer menos, pra mim finais de semana são dias preguiçosos, logo a energia consumida é menor. Mas existe o outro lado dos finais de semana que podem ser uma armadilha, pois acontecem os almoços e jantares, festas e saidinhas, que nos levam a sabotar nossa dieta. Eu não entendo de calorias, mas percebo que quando posso tento diminuir a alimentação (comer o necessário, pois quando tenho poucos afazeres minha fome diminui, perceberam que meu diário hoje estava bem "pobrinho"?) Crenças que devemos comer a mesma quantidade todos os dias nos fazem comer desnecessariamente, comece a perceber que muitas vezes comemos sem vontade, empurramos a comida pra dentro, comidas nem tão gostosas, empurramos apenas para manter a mesma quantidade todos os dias. Hoje no almoço fiz questão de tomar apenas um suco, se fiquei com fome... sim as 15h dai comi novamente, e fiquei com fome de novo depois de 3 horas, dai como novamente... entendeu? A dica de hoje se baseia nas crenças: tente diminuir a quantidade de sua comida e espere ficar com fome, se ficar, coma novamente, até o espaçamento de tempo ir aumentando... habituar a mente a comer menos é a parte mais difícil, existe o "apego" da quantidade... pensar que temos "um tanto" que devemos por no prato. O que sabota nosso peso são os pensamentos sabotadores e boicotadores, esses pensamentos nos levam a alimentação automática, por isso existe o efeito rebote... fazemos uma dieta é conseguimos diminuír o peso, mas nosso pensamento continua "gordo" fazendo com que nosso comportamento alimentar se mantenha e posteriormente o peso volte... Para se manter magro sem sacrifícios é fundamental haver um equilíbrio entre o corpo magro e a mente magra...

Leave a Reply