Diário alimentar – Pense magro – 4o dia da semana

Já estamos no 4º post, passa muito rápido e ainda tem muitas coisas pra falar, hoje vou falar sobre uma ponta da ansiedade alimentar e amanhã darei continuidade à este assunto falando sobre os gatilhos alimentares... A ansiedade alimentar trata-se de um comportamento distorcido de adivinhação direcionado para o futuro, por ex: comi pouco, tenho que comer mais porque senão vou ficar com fome mais tarde/daqui a pouco... você nem esperou ficar com fome e já esta "adivinhando que ficará com fome", e come, para não sentir está tal fome que vai chegar daqui a pouco, e o resultado é que vamos comer desnecessariamente e daqui a pouco estaremos com fome... que tal se permitir sentir fome pra ter certeza que comerá por causa da necessidade/fome e não por uma hipótese de ficar com fome! Existem inúmeros exemplos de pensamentos distorcidos aliado a ansiedade que nos faz comer sem necessidade (comer sem necessidade é = acumular gordura lembra-se?) A dica hoje é formar esquemas mentais próprios para responder a pensamentos distorcidos de fome, se pensar que está com fome ou precisa comer, pergunte-se quando foi a última vez que comeu, se esta com fome ou sede, se precisa mesmo comer. Comer por ansiedade é se fazer feliz naquele momento, (comer é uma Felicidade) descartando a possibilidade que essa "Felicidade" irá se voltar contra você, quando se olhar no espelho ou colocar aquela calça preferida, o corpo só responde ao comportamento que mantemos. Esquematizar a resistência no comportamento alimentar para que torne a desistência algo obsoleto do arquivo de recursos: "vou comer só hoje porque amanhã... "

Leave a Reply